Jesus sobre o que realmente importa


“porque, onde está o teu tesouro, aí estará o teu coração” (Mateus 6:21)

Jesus, o Mestre, mais uma vez de maneira simples e direta, ensina uma lição básica da vida: a lição de que devemos priorizar o que realmente importa. E o que realmente importa para Jesus? Usando a linguagem de sua época, Jesus evoca o “tesouro” como símbolo de algo valioso, importante, algo que nós, seres humanos, dedicamos a nossa vida a conquistar. O “coração” era o símbolo da vida que busca um sentido. Dedicar-se de “coração” a alcançar algo, até os dias de hoje significa se empenhar com todos os seus esforços e vigor físico para satisfazer uma vontade, um sentido. O Mestre no contexto, ensinava a todos os que o ouviam, para se absterem de perseguir com gana e vitalidade, importâncias humanas, terrenas e perecíveis. Incita-os a perseguirem e se empenharem de todo o coração a alcançar “tesouros” que nunca seriam roubados por ninguém e que nunca pereceriam.

O Mestre não deixa claro o que realmente importa perseguir na vida e empenhar nosso coração, mas é possível inferir do contexto que valioso e importante para ele é aquilo que é eterno e que é parte essencial do “Reino dos céus”. Amor, mansidão, misericórdia, humildade, generosidade, senso de justiça, paz, cultivar amizades são riquezas e tesouros eternos que quem os possui ou se dedica a alcançar, tem vida porque o seu coração se projeta para o que sempre vive. Tudo isso é afirmação da vida! Projetar o seu coração, sua vida humana, em coisas terrenas e perecíveis, como dinheiro, é se esfarelar no mesmo sentido em que o dinheiro também um dia se esfarela. Onde está o que você considera mais importante, aí também estará a dedicação de usar todas as suas energias psíquicas e físicas para que alcance essa “importância valiosa” considerada assim por você.

Em um mundo relativo, a importância das coisas e o que é considerado valioso na vida, também é relativo. Uns elegem cargos, outros famas, poder, riqueza e ainda outros, belas mulheres. Uns valorizam o que aparece, outros valorizam a essência. Uns dão valor exagerado a bens materiais, outros ao caráter e valores como honestidade e fidelidade. Segundo Jesus, importâncias que se acabam e importâncias que sempre existirão. Esse ensino é um chamado do Mestre para a reflexão, para pesar e colocar o coração em o que realmente importa, em o que realmente nossa vida vale a pena ser vivida.

Anderson Luiz Batista

Anúncios

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s