Quero ser alguém na vida!


“Tanto os meus fracassos quanto as minhas vitórias duraram pouco. Não há nenhuma vitória profissional ou amorosa que garanta que a vida finalmente se arranjou e nenhuma derrota que seja a condenação final. As vitórias se desfazem como castelos atingidos pelas ondas, e as derrotas se transformam em momentos que prenunciam um começo novo. Enquanto a morte não nos tocar, pois só ela é definitiva, a sabedoria nos diz que vivemos sempre à mercê do imprevisível dos acidentes. Se é bom ou se é mau, só o futuro dirá.” (Rubem Alves)

Quero ser “alguém na vida”, por que não sou! Nunca fui! E nem sei se chegarei a ser! Não sou médico, advogado, não cheguei a ser engenheiro como sonhei desde criança. Aliás, foi quando criança que ouvi pela primeira vez de um vizinho: o que vai ser quando crescer? Depois essa pergunta se tornou comum para mim. Muitos perguntavam a mesma coisa… e respondia que seria médico, as vezes um bom advogado e quando um pouco mais velho, respondia que seria engenheiro naval. Era o meu sonho! Ser “alguém na vida”? Não, meu sonho era apenas um “sonho” estimulado e induzido pela maioria. Apenas respondia automaticamente meus questionadores. Apenas falava aquilo o que eles queriam ouvir. E ouvia: garoto esperto, sabe escolher.

Seria “alguém na vida” se realizasse esse “sonho” de besta alienada induzida? Não exerço nenhuma das profissões mencionadas. Sou Professor! Nunca respondi que queria ser Professor! Cresci, lutei e ainda não consegui ser “alguém nessa vida”. O que é ser “alguém na vida”? Será que é saber responder aos estímulos capitalistas de vitória dos mais “fortes”? Quem são os mais “fortes”? Os “realizados” profissionalmente? Será que ser “alguém na vida” é poder um dia alimentar e satisfazer o orgulho do papai e da mamãe? É ouvir: esse é o meu garoto! Ser “alguém na vida” é casar, ter filhos, uma casa, um carro, um bom emprego e um animal de estimação? Ser “alguém na vida” é poder dar comida aos macacos em dia de domingo com a família no zoológico? Ser “alguém na vida” é ter dinheiro no banco, uma casa na praia e poder viajar sempre quando quiser? Acho que não! Se assim for, milhares e milhares não são ninguém (ou zé ninguéns)! Nunca chegaram e nem chegarão a ser “alguém nessa vida” que não é a verdadeira “vida”, mas apenas uma fabricação pirata dela. Essa “vida” foi programada! Ela deve ser algum jogo de vídeo-game! Essa “vida” deve ser alguma miragem virtual daqueles que se deixam levar pelo consumismo exarcebado e pelo capitalismo selvagem! Todos são “alguém nessa vida”! Desde o mendigo ao bilionário! Quem tem consciência de “Ser” nunca deixará de “Ser”, por que sabe que “É” e o mundo não lhe dirá que não pode “Ser” e não “É”.

Anderson Luiz

Anúncios

4 comentários sobre “Quero ser alguém na vida!

  1. Ser “alguém” na vida é aceitar a si próprio com defeitos e qualidades como todo ser humano.
    Ser “alguém” na vida é fazer o que se gosta não importe o que isso custe.
    ser “alguém” na vida é saber quem você é DE VERDADE e mesmo assim se amar.
    Ser “alguém” na vida é ser você, do jeitinho que é. Sem grandes traumas nem grandes dramas.

    Adorei!!!

    Paolla

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s